Ao fazer uma apresentação, não devemos tomar cuidado só com o que falamos, afinal de contas o nosso corpo comunica o tempo todo! E, tão importante quanto o que dizemos com palavras é o que dizemos com gestos. Por isso, seguem 7 dicas de linguagem corporal para trazer mais impacto à sua apresentação:

1. Mantenha a postura sempre ereta

Imagine você assistir a uma apresentação em que o apresentador se mantém com a postura torta. Provavelmente você não dará tanta credibilidade a ele, não é mesmo?

Isso porque a postura torta pode transmitir a sensação de fraqueza ou insegurança, e consequentemente, menos credibilidade. Por isso se lembre de sempre de manter a postura ereta! Além de mais credibilidade, o peito aberto ajuda a se sentir mais relaxado, pois facilita a respiração.

 2. Olhos nos olhos

Há quem diga que para ajudar a vencer a ansiedade na hora de falar em público basta que o apresentador olhe para um ponto fixo no fundo da sala. Isso pode até ajudar na ansiedade, mas com certeza não ajuda a criar uma conexão com a plateia.

O ideal é que se olhe nos olhos, pois o contato visual tende a criar uma relação mais pessoal e direta com as pessoas e, uma vez conquistadas, elas prestam mais atenção ao que está sendo dito.

As pessoas querem a sua atenção! Dê isso à elas também com os olhos.

 3. Passos calculados

Saber movimentar-se pelo espaço que tem disponível é importante, pois traz dinâmica à fala, mas sempre que caminhar, que sejam passos calculados de acordo com a sensação que quer passar! Os passos firmes transmitem confiança por parte do apresentador, enquanto que passos rápidos transmitem inquietude ou pressa. Por isso, ao treinar a sua apresentação, pense na mensagem que quer passar com os passos e na melhor forma de transmitir isso para a plateia.

 4. Braços, mãos e cabeça que também falam

É natural fazer gestos com as mãos e cabeça durante uma apresentação, afinal a plateia provavelmente não quer ouvir uma estátua! Então aproveita esses movimentos para também trazer dinamicidade ao discurso e, com isso, prender a atenção de quem está ouvindo.

Quando se trata das mãos e braços, geralmente o mais adequado é fazer movimentos que estejam entre o peito e início do quadril. Quando se trata da cabeça o mais usual é fazer movimentos não muito agressivos.

Porém, aqui vale a mesma regra dos passos: ao treinar pense os movimentos mais indicados para transmitir a mensagem que quer transmitir!

 5. Interaja com a plateia

O interagir com as pessoas que te ouvem é importante porque faz com que elas participem de alguma forma da apresentação. Então, busque sempre se dirigir e se movimentar em direção à plateia enquanto fala e a fazer movimentos que passe essa mensagem de interação.

 6. Mãos na massa

Sempre que quiser passar a sensação de ação efetiva, do tipo “hora de trabalhar” alguns movimentos podem transmitir isso, como afrouxar o nó da gravata, tirar o casaco ou mesmo arregaçar as mangas da camisa, literalmente. Essas ações são muito claras quando ligadas ao discurso e com certeza ajudarão a fazer com que o publico sinta essa vontade de agir.

 E a última dica, mas não menos importante:

 7. Sorria, meu bem, sorria!

Um sorriso sempre ajuda a quebrar o gelo com a plateia. Afinal de contas ninguém gosta de ouvir alguém que parece estar mal humorado e de mal com a vida, não é mesmo?! Por isso, um sorriso no rosto é sempre um aliado! 😉

 

Gostou desse conteúdo ou tem algo para acrescentar? Seu comentário é sempre muito bem-vindo! 😉

 


Receba conteúdo diretamente no seu e-mail: